Vindima

Vindima

Vindima

Vinha da ESACB


Sector de viticultura

O sector de viticultura é composto por uma vinha que tem uma área de 0,8 hectares e foi implantada em 1986/87, com um compasso de 1,2 x 2,5 metros, com três castas fundamentais (Castelão e Rufete - tintas e Síria - branca), conduzida em cordão unilateral, que é uma das formas de condução que se adapta melhor a vinhas de sequeiro com terrenos pobres, como é o caso da vinha da ESACB em Castelo Branco, tem uma densidade de 3333 plantas/ha.
A vinha encontra-se em protecção integrada e como tal respeita-se o mais possível a fauna auxiliar, em que em relação às doenças se faz uma protecção preventiva de acordo com as condições climatéricas ou seja efectuam-se tratamentos com fungicidas se as condições forem favoráveis às doenças, em relação às pragas efectuam-se tratamentos fitossanitários quando o nível económico de ataque (observação de folhas e frutos), começa a ser prejudicial à cultura.
Em relação ao solo a vinha encontra-se num sistema integrado de mobilização mínima, em que se aplica herbicida na linha das cepas e na entrelinha efectua-se uma mobilização ligeira, através de grade de discos para o controlo das infestantes.
A produção obtida é entregue na Adega Cooperativa do Fundão, em que a ESACB e a Adega têm um acordo, em que esta entidade engarrafa o vinho proveniente das uvas da escola, que depois de um estágio em barricas de carvalho (envelhecimento), é comercializado em garrafas de 0,75 litros com a marca “Quinta Sr.ª Mércules”.